Prefeito de Tauá deve mais de R$ 1 milhão aos servidores da Educação e Saúde

Denúncia contra Carlos Windson é feita pelos vereadores da base aliada

Vereadores da base aliada do prefeito de Tauá, Carlos Windson, denunciaram na sessão de s segunda-feira da Câmara que a Prefeitura deve mais de R$ 1 milhão em salários atrasados a servidores das secretarias da Saúde e Educação.

Segundo o vereador Dr. Edyr, que é irmão do deputado estadual Audic Mota, a dívida da Secretaria de Saúde é de R$ 449.750,11. Ele disse que esse valor corresponde à folha do mês de dezembro dos profissionais de nível superior, que atuam na atenção básica (Saúde da Família).

O vereador informou que a folha de pagamento da Saúde tem valor mensal de R$ 1.214.790,63. Explicou que foi empenhada uma emenda no valor de R$ 750 mil, do então deputado federal Antonio Balhman, a ser destinada pelo Governo Federal para ajudar no custeio da Saúde, mas não soube dizer quando o dinheiro será liberado.

Educação em frangalhos

Em aparte ao pronunciamento, o vereador Alaor Mota também divulgou o montante da dívida da Prefeitura com os servidores da Secretaria de Educação. Há uma folha atrasada no valor de R$ 485.185,34 e outra de R$ 145 mil(correspondente aos servidores temporários).

Somadas, as folhas em atraso ficam em R$ 1.079.935,45.

Em tempo

Os vereadores Dr. Edyr e Alaor Mota disseram que os dados foram fornecidos pelos titulares das pastas e que os pagamentos estão sendo feitos de forma parcelada.

Nesses valores, não estão computados o pagamento do incentivo dos Agentes de Saúde e de Endemias, que deveria ter ocorrido no mês de dezembro; além de transporte escolar, profissionais de saúde e postos de combustíveis, que não são tratados como gastos com pessoal.

E tem mais

Quando o prefeito Carlos Windson assumiu a Prefeitura de Tauá, em 2017, não existiam atrasos na folha de pagamento e a gestão ainda herdou recursos em caixa.

Assista à sessão na Câmara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *